De São José à Aparercida

May 28, 2017

Segunda semana na estrada... Tudo parece ficar mais fácil com a prática do fazer. Ainda estamos no Estado de São Paulo, vamos descendo o Paraíba do Sul pela rodovia Presidente Dutra, cidade após cidade, escola após escola. Para quem vê de longe, pelas fotos, pode parecer que entramos em um loop de repetição, onde tudo parece igual. Mas para nós, que vivemos um pouquinho de perto cada escola, sentimos as grandes diferenças entre os públicos e os espaços, diferenças que afetam gravemente as apresentações que fazemos.

 

22 de maio – SEGUNDA

 

Ainda estamos em São José dos Campos, a maior cidade do Projeto Douradinho em 2017. Nos impressiona a qualidade estrutural das escolas. Na EMEF Maria Amelia, por exemplo, onde nos apresentamos para 70 alunos, todas as salas possuem lousa eletrônica. Começamos a semana bem, em uma escola muito engajada! Terminamos a manhã na EMEF Professor Geraldo de Almeida, com a presença de 104 alunos.

 Já nossa tarde foi atípica! Depois de conversar com 94 alunos da EMEF Professora Sônia Maria, fomos entrevistados pela TV Vanguarda, filial da Rede Globo na região. Gravamos com os alunos perto de uma nascente que brota no terreno da escola.

 

23 de maio - TERÇA

 

Que escola gigante a EMEF Professora Jayra Vieira! Ali nos apresentamos para 153 alunos do 4º e 5º anos. Seguimos para a EMEF Professora Maria Ofélia, onde nos encontramos com 57 alunos, e depois para a EMEF Professora Maria Nazareth, na periferia da cidade de São José, onde fiz a contação de histórias na sala de leitura para 58 alunos, no meio de uma grande roda.

 

 

 

24 de maio - QUARTA

 

Que dia maravilhoso! O clima mudou totalmente quando seguimos para Taubaté. O céu abriu e a temperatura subiu um pouquinho, o que combinou muito com o que encontramos nas escolas aonde estivemos. Em Taubaté tivemos oportunidade de visitar escolas rurais, bem afastadas do espaço urbano. Na escola Vila Velha, todos os alunos estiveram presentes à contação: 162. Na nossa segunda contação estiveram presentes as escolas Paiol, Registro, Santa Luzia e Caieiras, totalizando um público de 97 alunos.

 

 

 

Na parte da tarde, seguimos para a Escola Vila Caetano, com o público de 87 alunos. Fechamos o dia na quadra da Escola Marlene Miranda, falando para todos os públicos, do 1º ao 5º ano: 218 alunos presentes, todos com muitas perguntas ao final do nosso encontro.

 

25 de maio - QUINTA

 

Fomos longe em Taubaté, até os extremos da cidade. Foi o caso da Escola Monjolinho, na zona rural, onde nos encontramos cedinho com 130 alunos. Terminamos a manhã nos despedindo de Taubaté na escola Chácara Silvestre, onde pude comprovar que o engajamento da direção e das educadoras fazem toda a diferença. Todos tinham abraçado o Douradinho: 174 alunos me escutaram no pátio.

 

 

Depois de mais um trecho de estrada, chegamos em Pindamonhangaba, cidade que sempre quis conhecer. Conseguimos dar uma pequena volta no bosque às margens do paraíba antes de ir até o Recinto Pastoral onde conversei com 46 alunos, e ganhei muitos presentes.

 

26 de maio – SEXTA

 

 

Começamos nossa manhã em Pindamonhangaba de forma estrondosa. O maior público até então! Foram 363 alunos presentes no Recinto São Vito. Depois da contação, e de responder muitas perguntas, recebi presentes, tirei fotos e dei autógrafos. Ainda deu tempo de dar um pulinho até a Casa Verde, espaço superespecial, com o foco em educação ambiental que tivemos o prazer em conhecer.

Terminamos o dia na cidade vizinha, Aparecida. Ali me apresentei para 80 alunos, todos já leitores do livro Amiga Lata, Amigo Rio.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload