Personagens - Árvore

Thiago Cascabulho conta que a Árvore foi a segunda personagem a nascer quando estava criando o livro “Amiga Lata, Amigo Rio”. Ela é a principal mentora do peixinho em sua jornada de autoconhecimento, é a representação alegórica da aprendizagem feita com carinho e acolhimento.


“Imaginei a árvore como uma professora idosa, um tanto cansada, mas tão consciente de sua função e importância, que é capaz de passar esta obstinação para Douradinho, e também para os leitores do livro”, conta Thiago.


“— Nesta margem do rio, apenas eu permaneci. Mal tenho forças para segurar tanta terra! Antes, havia muitas árvores! Como era bom! Tagarelávamos muito! Sabe, criávamos passarinhos. Cada uma com um ninho diferente nos galhos. Mas isso faz muito tempo!”


A árvore é a ligação do ambiente aquático onde o cascudinho vive com o resto do mundo. Cabe a ela sugerir ao herói que o mundo é grande e cheio de perigos, mas que devemos nos aventurar, superar nossos medos e seguir acreditando. Afinal, aprendizado é uma longa caminhada.


Na adaptação do livro para o espetáculo teatral “O cascudo Douradinho”, feito pelo Coletivo Teatral Sala Preta, a árvore ganhou um sotaque baiano e um manto de folhas que formam uma saia rodada. Ela é interpretada por um ator em pernas de pau.


Quando o espetáculo teatral foi para a Colômbia e Equador, em 2010 e 2011, sendo traduzido para o espanhol, a personagem Arvore teve que mudar de gênero, pois em espanhol árvore “el arbol”, é uma palavra masculina. Foi acrescentado ao figurino uma barba de velho.