Um rio Doce plantado no meio da nossa vida



O Projeto Douradinho renasceu em 2016, na cidade de Governador Valadares, às margens de um rio Doce então tragicamente marrom, cheio de lama e tristeza. Nosso herói cascudinho foi conduzido até lá pela amizade com o Instituto Pelo Bem do Planeta e pela vontade de ajudar, de fazer parte de uma onda do bem.


O trabalho rendeu frutos, e em 2017 nossas raízes ganharam mais força na região. Crescemos e expandimos para 7 cidades de MG e ES, com o apoio da Fundação Renova e patrocínio da Brazil Foundation e BVSA. Estamos agora analisando os resultados obtidos ali, e os primeiros números já começaram a sair – e nos entusiasmar.


Na Etapa 1 de leitura e debate do livro “Amiga Lata, Amigo rio” 4.578 alunos de MG e ES foram inscritos em nosso site. Se este número parece bom, imagine que temos conhecimento que grande parte dos participantes da etapa 1 não se inscreveram em nosso site devido a dificuldades de conecção e outras questões técnicas. Avaliamos que o número real de professores e alunos que realizaram a etapa 1 seja 3 vezes maior nesta região.


Nos 30 encontros com o autor realizados para a turnê do Douradinho no Doce estiveram presentes 3.672 crianças, e nas 7 apresentações teatrais, 680. Mas os números que consideramos mais especiais foram as participações na Etapa 2 do projeto, a gincana Play the Call. Só pelo nosso site registramos que 850 alunos formaram equipes para a realização das 5 missões.


Mas lá na região do rio Doce aprendemos que muito pouco pode ser colocado em números. O entusiasmo, a paixão, a vontade de trabalhar por um bem maior, tudo isso que não cabe em uma imagem, mas que nos faz querer evoluir, fazer mais e melhor nos próximos anos.